Dia Mundial da Saúde Ocular

Dia Mundial da Saúde Ocular


Como anda a saúde dos seus olhos? De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), estima-se que entre 60 e 80% dos casos de cegueira em todo o planeta são evitáveis ou tratáveis se o paciente receber atendimento correto em tempo adequado. Por isso, buscando chamar atenção sobre a importância dos cuidados com os olhos, foi criado o Dia Mundial da Saúde Ocular, comemorado em 10 de julho.

O hábito de cuidar da visão deve ser adquirido desde cedo, mesmo quando não há presença de nenhum sintoma específico. Até os oito anos de idade, as consultas devem ser realizadas anualmente; entre oito e 40 anos de idade, caso não haja histórico familiar de doenças oculares, as consultas podem ser realizadas a cada dois anos; e a partir dos 40 anos, voltam a ser anuais. Isso porque, assim como em qualquer outra área da saúde, a prevenção é sempre a melhor alternativa!

A idade é um dos principais fatores a serem levados em conta no aparecimento de doenças: algumas delas são mais comuns em determinadas faixas etárias.

Até os 12 anos, problemas de refração podem surgir com o início da vida escolar. É durante a infância que a visão se desenvolve, atingindo sua maturidade por volta dos cinco anos de idade. Nessa fase, algumas crianças podem apresentam problemas como estrabismo, ambliopia (“olho preguiçoso”) e ptose (pálpebra caída).

Dos 13 aos 20 anos, época da puberdade, as pessoas estão mais sujeitas ao aparecimento de ceratocone, doença que provoca irregularidade da córnea que. Nessa fase, também é muito comum o uso em excesso de aparelhos eletrônicos que podem causar danos à visão, como: Síndrome da Visão do Computador (CVS) e o agravamento da miopia e da hipermetropia.

Por volta dos 40 anos, torna-se essencial a medição anual da pressão intraocular, principalmente em caso de história familiar de glaucoma, e a avaliação de fundo de olho a fim de identificar danos que doenças como o diabetes podem causar à visão. Além disso, é muito comum o aparecimento da presbiopia ou “vista cansada”, doença ocular caracterizada pela condição em que a lente do olho perde a sua capacidade de focar objetos de perto, sendo necessário para correção o uso de lentes para visão de curta distância.

Na terceira idade, após os 65 anos,  é muito comum que as pessoas desenvolvam doenças como catarata, principal causa de cegueira reversível no mundo, e Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI), doença ocular que afeta a área central da retina (mácula), fazendo com que haja a perda progressiva da visão.

Alguns cuidados básicos podem te ajudar a manter uma boa saúde dos olhos e evitar complicações. Entre eles estão:

  • Proteção Solar: o uso de óculos solares com lentes de proteção UVA e UVB é fundamental para proteger nossos olhos!
  • Limpeza: uma higiene adequada à região dos olhos é fundamental. Isso evita o acúmulo de sujeira e a proliferação de bactérias que, consequentemente, reduz a chance do surgimento de irritações e alergias, por exemplo.
  • Evitar usar colírios sem prescrição médica: o uso inadequado de colírios pode trazer malefícios como o aumento das chances do desenvolvimento do glaucoma, por exemplo. Além disso, apenas um profissional saberá exatamente qual colírio é melhor para o tratamento do seu caso específico.
  • Manter os olhos lubrificados: passar muito tempo olhando para telas e pontos fixos, ou usar lentes de contato podem diminuir a lubrificação dos olhos, e ela é fundamental para evitar irritações e promover mais conforto.
  • Visitas regulares ao oftalmologista: esse é o principal hábito que você deve adotar para manter a saúde dos olhos em dia. Está com suas consultas atrasadas? Agende já um horário em uma de nossas clínicas e espaços saúde, realize seus exames e fique mais tranquilo: o atendimento oftalmológico ajuda a reduzir a chance de desenvolver doenças graves, além de identificar qualquer problema na fase inicial, aumentando as chances de sucesso em seu tratamento!